sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Estudos Bíblicos: Colossenses 1:15-23 - A DEIDADE, A SUPERIORIDADE E A AUTORIDADE DO SENHOR JESUS CRISTO


Texto Bíblico: Colossenses 1:15-23
15 o qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;
16 porque nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele.

Esboço da Lição:

A.   Introdução.
B.   Cristo é a imagem do Deus invisível (Cl 1:15)
C.   Cristo é o primogênito sobre toda a criação (Cl 1:15)
D.  Cristo criou todas as coisas (Cl 1:16)
E.   Cristo existia antes de todas as coisas (Cl 1:17)
F.   Cristo preserva toda a criação (Cl 1:17)
G.  Cristo é a autoridade suprema da Sua igreja (Cl 1:18)
H.  Cristo é o primogênito dentre os mortos e por isso é o Princípio e o Cabeça da nova criação (Cl 1:18)
I.    Cristo é Deus em toda Sua plenitude  (Cl 1:19)
J.    Somente Cristo é o grande Reconciliador (Cl 1:20-23).
 

Esboço Desenvolvido
 

A.    Introdução: 

1.   A parte da carta aos Colossenses que vamos estudar hoje foi escrita por Paulo para confirmar os Colossenses em sua crença de que o Senhor Jesus é Deus. 

2.   Paulo escreveu sobre esse assunto porque os falsos mestres em Colossos estavam negando que o Senhor Jesus era igual ao Pai em todos os aspectos.

3.   Hoje em dia ainda há muitas pessoas que, apesar de dizerem cristãs e de dizerem que creem na Palavra de Deus, negam a divindade do Senhor Jesus. São muitas seitas que ensinam este erro. 

4.   Os indivíduos que ensinam esse erro podem até ser muito sinceros e gentis, mas não são filhos de Deus. Estão seguindo as mentiras de Satanás, seu pai.  

6.   Por isso, nenhum de nós venha algum dia a ser enganado pelas más doutrinas dessas pessoas. 

Citar nominalmente falsas seitas que negam a divindade de Jesus Cristo e advertir os seus ouvintes contra elas.

B.    Cristo é a imagem do Deus invisível (Cl 1:12-15). 

1.   O Senhor Jesus Cristo que deu o Seu sangue para nos resgatar  poder das trevas e através do qual temos o perdão dos nossos pecados, “...é imagem do Deus invisível...”. 

2.   Em relação a Deus (1:15): Cristo é "a imagem do Deus invisível". Olhando para Cristo, podemos ver Deus em forma humana (veja João 14:8-9; Filipenses 2:5-8).  

3.   O escritor de Hebreus descreveu Cristo como "o resplendor da glória e a expressão exata" do ser de Deus (Hebreus 1:3).  

4.   De Cristo, João contou: "o Verbo era Deus" e "o Verbo se fez carne e habitou entre nós" (João 1:1, 14).  

5.   E em Cristo "habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade" (Colossenses 2:9). Cristo é plenamente Divino. Cristo é Deus.   O Senhor Jesus é exatamente como Deus. 

7.   É claro que quando dizemos isso, não estamos nos referindo ao corpo humano do Senhor Jesus, pois Deus Pai e Deus Espírito Santo não tem corpos físicos como o Senhor Jesus tem.

8.   Só Deus Filho se tornou um ser humano. Mas apesar de ter se tornado um ser humano, Ele ainda continua sendo exatamente como Deus em todos os outros aspectos. 

a)   Assim como Deus, Ele é eterno; Ele nunca teve início e jamais poderia ter fim. 

b)   Assim como Deus, Ele é perfeitamente santo, imutável, sabe todas as coisas, é todo-poderoso e está em todos os lugares ao mesmo tempo. 

c)   Em todos os aspectos, Ele idêntico a Deus. Isso quer dizer então que o Senhor Jesus é Deus tanto quanto o Pai é o Espírito Santo. 

C.    Cristo é o primogênito sobre toda a criaçãoEle criou todas as coisas (Cl 1:15). 

1.   Em relação à criação (1:15-17): Sendo Deus, Cristo é também Criador. Ele não é criatura, mas sempre existia desde o princípio (veja João 1:1).  

2.   Ele é chamado "primogênito" porque "nele foram criadas todas as coisas" (1:16).  

3.   O ponto é que Cristo é superior a qualquer criatura, seja homem, animal, ou ser celeste. "Tudo foi feito por meio dele e para ele" (1:16). Sem Cristo, nada poderia subsistir (1:17; Hebreus 1:3). 

a)    O que são os tronos, dominações (soberanias), principados e potestades, mencionados por Paulo nesse versículo? (v. 16). 

b)    São as várias classes de anjos, que incluem tanto os anjos bons, a quem Deus deu responsabilidades diferentes e posições de autoridade, quanto os anjos maus a quem Satanás escolheu como autoridades em seu reino. 

c)    Quando escreveu aos crentes de Éfeso, Paulo disse que é contra esses poderes perversos que os crentes estão lutando continuamente (Ef 6:12). 

d)    Agora, nos conforta saber que o Senhor Jesus tem poder sobre esses perversos governantes, Ele criou todas as coisas, até mesmo estes esses anjos que agora são nossos inimigos espirituais. 

e)    Jesus é superior a todas as coisas criadas, pois Ele é Deus que, no princípio, criou todas as coisas simplesmente ordenando que elas viessem a existir. 

D.    Cristo existia antes de todas as coisas – Ele é eterno (Cl 1:17). 

1.   A fim de que não ficasse qualquer dúvida ou confusão nas mentes de seus leitores, sobre se o Senhor Jesus era ou não verdadeiramente o Deus Criador de todas as coisas Paulo escreveu: “Ele é antes de todas as coisas...”. 

2.   Todas as coisas tiveram um começo, mas Jesus existia antes de todas elas, pois não teve um começo. Ele é o Deus eterno. 

E.    Cristo preserva toda a criação (Cl 1:17). 

1.   “Nele tudo existe” – Pelo Seu  grande poder, o Senhor Jesus continua a sustentar e manter todas as coisas criadas a fim de que continuem funcionando de acordo com o Seu plano. 

2.   O relato de tudo isso podemos encontrar em Genesis. No capítulo 1:14-19, quando Ele criou os grandes luminares do céu.
a.   Ele criou estes grandes luminares para estabelecer a duração dos dias, noites, meses, anos e estações.
b.   Geração após geração, seus antepassado foram guiados por esses grandes luminares para saberem quando plantar e quando colher, e mesmo hoje em dia, nós ainda somos guiados por eles.
c.   Já parou pra pensar, porque o sol, a lua e as estrelas continuam a dar sua luz e a se mover no mesmo curso desde que foram criados!
d.   Coisas feitas pelos homens como relógios e rádios, frequentemente se quebram e deixam de funcionar. 
e.   Você acha que o sol se levantará amanhã? 
f.    Certamente que sim, pois o Senhor Jesus garante que toda a criação continuará a funcionar até que venha o tempo quando Ele destruirá os céus e a terra e criar novos.
g.   Mas até lá, o Senhor Jesus continuará a mantê-los em seu lugar, sem jamais permitir que saia do seu controle.
 
F.     Cristo é a suprema autoridade da Sua Igreja (Cl 1:18) 

1.   Cristo é o Cabeça a Autoridade Suprema.

2.   Em relação à igreja (1:18-23): Na sua morte e ressurreição, Cristo recebeu de Deus Pai toda a autoridade para ser "a cabeça" da igreja (1:18; veja Mat 28:18; Hb 5:7-9).  

3.   Pelo seu sacrifício, ele trouxe paz e reconcliação para toda a criação (1:19-20).  

4.   Esta paz e reconciliação estendem para todos que eram inimigos "pelas...obras malignas" mas que agora permanecem na fé do evangelho "que foi pregado a toda criatura debaixo do céu" (1:21-23).  

5.   Se reconhecermos Cristo como a única cabeça da igreja, deixaremos Ele nos guiar pela Sua Palavra, o evangelho. Porém, aqueles que não permanecem no evangelho, não serão achados "santos, inculpáveis e irrepreensíveis" (1:22; 2 João 9). 

G.    Cristo é Deus em toda Sua plenitude (Cl 1:19) 

1.   O Senhor Jesus é exata e permanentemente tudo o que Deus é (Cl 2:9).  Ele é digno de ser adorado.

2.   Quando Satanás quis ser igual a Deus, Deus o expulsou do céu. E quando Deus deu os Seus mandamentos a Israel, Ele disse: “Não terás outros deuses diante de mim”. 

3.   Com isso, podemos ver que Deus jamais concordará que qualquer ser criado tome Sua posição ou receba adoração que só Ele merece (Êx 20:3; Is 42:8; Hb 1:6-14). 

4.   Deus o Pai se deleita em compartilhar Sua posição com o Senhor Jesus e Se alegra quando O adoramos. Porque o Senhor Jesus é Deus. Ele é igual a Deus em todos os aspectos. 

H.    Somente Cristo é o Grande Reconciliador (Cl 1:20). 

1.   O único meio pelo qual os pecadores podem se reconciliar com Deus foi o próprio Deus tornando-Se homem e sofrendo o castigo pelos nossos pecados. Dando Seu sangue, Ele restaurou a paz entre nós e Deus. 

2.   Todos os pecadores crentes já foram reconciliados com Deus através da morte do Senhor Jesus.  

3.   Além do mais, por causa da Sua morte, todos os efeitos do pecado que fazem a separação entre o homem na terra e Deus no céu, um dia, serão completamente removidos. 

4.   “...todas as coisas, tanto as que estão na terra como as que estão nos céus” (Cl 1:20). 

a)   Você se lembra do sonho que José teve sobre a escada que ligava a terra ao céu? (Gn 28:12). 
b)   Isso nos faz lembrar do Senhor Jesus, que morrendo, tornou-se a escada que liga a terra ao céu. Porque Ele morreu, a paz perfeita entre o céu e a terra será restaurada para sempre.
c)   Quando Deus criar o novo céu e a nova terra e fizer com que a cidade, a nova Jerusalém, desça para a terra, Ele então virá para habitar com Seu povo para sempre. 
d)   Jamais a terra ficará separada do céu novamente por causa do pecado (Ap 21:3). 

ESTÁVAMOS SEPARADOS DE DEUS POR CAUSA DO NOSSO MAU PROCEDIMENTO. 

“Antes vocês estavam separados de Deus e, em suas mentes, eram inimigos por causa do mau procedimento de vocês.” – Col 1:21.

1.   Paulo está dizendo que antes do evangelhos nós éramos inimigos de Deus! Todo aquele que anda longe de Deus e satisfazendo os teus próprios desejos é inimigo de Deus.  

2.   Para esclarecer, precisamos falar de pecado. Não tem como a gente entender os próximos versículos sem entender o que é pecado. 

3.   Entendendo o que é pecado. A Bíblia está cheio de versículos que relatam o real estado do homem sem Deus. Mas o que é pecado? 

4.    Em 1 João 3: 4 diz: Todo aquele que pratica o pecado transgride a Lei; de fato, o pecado é a transgressão da Lei. 

5.   Basicamente o pecado é isso, a transgressão da lei. Todo aquele que não obedece a lei é considerado um rebelde e um inimigo do estado, certo?  

6.   E é isso que somos, rebeldes e inimigos! Não de um governo terreno, mas de Deus, o Deus Todo poderoso Santo e perfeito que não pode contemplar o mal! 

A LEI DO SENHOR REVELA O QUE ELE ESPERA MORALMENTE DO HOMEM.  

1.   Deixe-me dar alguns exemplos. O Senhor Deus Diz: “Não mataras” (Êx 20:13). E o que vemos hoje em dia nos tele jornais? Morte e violência, pai matando filho, filho matando pai e etc.  

2.   Enquanto Deus fala: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mc 12:30,31). O homem por exemplo pega inimizade do colega de trabalho, ou do vizinho só porque ele não deu um simples boa noite.   

3.   Enquanto Deus fala: “Ame o seu Deus sobre todas as coisas”, o homem cria ídolos para si, assim adorando a criação ao invés do criador.  

a)   Uma observação nesse ponto, a Idolatria não é apenas adoração de imagens de escultura, até um relacionamento pode se tornar um ídolo! 
b)   O Senhor pede que sejamos sempre verdadeiros e que nenhuma mentira esteja em nossos lábios. As vezes o ser humano fala algo que não é verdade. E assim por diante, Lei após lei é quebrada! 
c)   Davi sabia exatamente que o pecado é um ato contra Deus. Ele diz no Salmo 51:4 “Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista.”
d)   E o que isso tem haver? Bem, a lei de Deus além de revelar o que Deus espera moralmente do homem, revela a sua santidade e justiça, porque Deus pune os pecadores baseado na lei. “Onde não há lei, também não há transgressão” (Rm 4.15). 
e)   E vale notar que, um pecado é suficiente para ser culpado pela Lei inteira. Em Tiago 2:10 diz que: “quem obedece a lei, mas tropeça em apenas um ponto, torna-se culpado de quebra-la por inteiro!” 
f)    Lembrem-se Deus é onisciente e onipresente! Sabe todas coisas e está em todos os lugares, não há como escapar, ele conhece até o mais íntimo do nosso coração! (Sl 139:1-12).  
g)   A Bíblia diz que ele esquadrinha os corações e conhece o caminho do homem! Ele há de julgar todos pelas suas obras pensamentos e desejos! (Sl 44:21). 

DEUS EXIGE SANTIDADE E PERFEIÇÃO – (Cl 1:22) 

a)   O plano do Pai além de nos trazer de volta a um relacionamento pacífico de comunhão com Ele, é também transformar-nos para que quando nos apresentarmos diante dEle no céu, sejamos “...santo, inculpáveis e irrepreensíveis”. 

b)   Este é o futuro de todos aqueles que já depositaram sua fé no Senhor Jesus. Mas aqueles que dão as costas para o Evangelho e não confiam na mensagem pregada por Paulo, mas sim em qualquer outra, não serão reconciliados com Deus nem serão aceitos por Ele (Cl 1:23).

Nenhum comentário:

Postar um comentário